Geral Segurança

Com foco na segurança, Polícia Militar do Estado orienta cidadãos sobre o procedimento em abordagem policial

O governo do Acre, por meio da Polícia Militar do Estado do Acre (PMAC), vem atuando no cuidado à segurança pública por intermédio de ações preventivas e abordagem centrada nos direitos humanos e no respeito à dignidade de todos os indivíduos, contribuindo na redução de conflitos com ênfase na garantia de que a aplicação da lei seja justa e imparcial.

Por Redação

16/05/2024 às 14:23:30 - Atualizado há

O governo do Acre, por meio da Polícia Militar do Estado do Acre (PMAC), vem atuando no cuidado à segurança pública por intermédio de ações preventivas e abordagem centrada nos direitos humanos e no respeito à dignidade de todos os indivíduos, contribuindo na redução de conflitos com ênfase na garantia de que a aplicação da lei seja justa e imparcial.

Com foco na segurança, Polícia Militar do Estado orienta cidadãos em como proceder durante uma abordagem policial. Foto: Marcos Vicentti/Secom

"Ao interagir com os cidadãos, a PM busca entender suas preocupações e necessidades, oferecendo apoio, quando apropriado, e demonstrando empatia e cuidado nas situações apresentadas. Nossa abordagem é voltada para a prevenção de crimes e resolução de problemas locais, além da construção de uma relação positiva e colaborativa entre a polícia e a comunidade", disse a coronel da PM e diretora operacional, Marta Renata Alves.

A Polícia Militar desempenha um papel crucial na segurança pública, ao manter a ordem, prevenir crimes e responder a emergências. Sua presença visível e ativa nas comunidades pode dissuadir atividades criminosas e proporcionar uma sensação de segurança para os cidadãos. Além disso, a PM geralmente atua como primeira linha de defesa em situações de crise, como desastres naturais, coordenando esforços de evacuação e proteção, garantindo um ambiente seguro para todos.

Polícia Militar desempenha um papel crucial na segurança pública, ao manter a ordem, prevenir crimes e responder a emergências. Foto: Marcos Vicentti/Secom

A coronel Marta Renata Alves explica, ainda, que as abordagens, por muitas vezes, implicam na busca pessoal (revista) e veicular, instrumentos imprescindíveis à atuação da PM no que diz respeito ao cumprimento das suas funções constitucionais. "Quando a PM, por exemplo, monta uma barreira para abordar veículos e pessoas, de modo geral, esse local e horário foram fruto de um planejamento, devidamente orientado pelas seções de Inteligência e Análise Criminal de cada unidade", reforça.

Alguns tipos de abordagens seriam a indivíduos a pé ou de bicicleta, a motociclistas, veículos de passeio (carro), abordagem a ônibus coletivo ou rodoviário, caminhões e até mesmo a embarcações, nos mais diversos tipos de cenários em que ameaças possam ocorrer, desde que se observem fundadas suspeitas da prática de algum delito. "Para cada uma delas, há um procedimento operacional padrão e um nível de resposta de força proporcional, necessária para se fazer valer a lei e o estabelecimento da ordem pública", pontua.

Nossa abordagem é voltada para a prevenção de crimes e resolução de problemas locais", disse a coronel da PM e diretora operacional, Marta Renata Alves. Foto: cedida

Como os cidadãos devem se comportar mediante uma abordagem policial

O cidadão abordado pela Polícia Militar deve se manter tranquilo, atendendo às solicitações da guarnição que está realizando a ação. Tais comportamentos viabilizam uma ação rápida, precisa e, principalmente, segura para as partes envolvidas. Vale destacar que essa atitude de colaboração e obediência de forma nenhuma consiste em algum tipo de humilhação para a pessoa, mas sim denota o compromisso desta com a lei, a ordem e a justiça, bem como sua consciência quanto à importância do seu papel de cidadão de bem para a manutenção da segurança pública de toda a sociedade.

"Se você receber voz de abordagem da polícia, fique tranquilo: obedeça aos comandos do policial, mantenha a calma e, ao final, sendo você um cidadão de bem, sem nada a temer, será liberado, contando ainda com uma atitude cortês e educada de agradecimento do policial militar responsável pela abordagem", afirmou Marta Renata.

Cidadão abordado pela Polícia Militar deve se manter tranquilo, atendendo às solicitações da guarnição que está realizando a ação. Foto: Marcos Vicentti/Secom

As abordagens previnem práticas delituosas, dentre elas, pessoas dirigindo sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou sob efeito de álcool e outras drogas não identificadas. A PM encontra veículos roubados/furtados, identifica malfeitores com mandados de prisão em aberto, apreende armas de fogo que seriam utilizadas na realização de roubos e assassinatos, além de retirar drogas das ruas, dentre tantos outros exemplos.

De forma técnica e doutrinária, as finalidades ou formas de empenho das guarnições policiais militares em uma abordagem são as seguintes: abordagem para averiguação, orientação, advertência, prisão, para prestar assistência e abordagem para notificação. “As formas de empenho têm aspectos preventivo, educativo, repressivo, assistencial e administrativo, no objetivo de se contemplar, na íntegra, o poder de polícia e suas formas de atuar, com suas características e atributos, visando o interesse da administração pública e da coletividade”, encerrou a coronel.

Comunicar erro

Comentários Comunicar erro

O Janelão

© 2024 O Janelão - Todos os direitos reservados.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

O Janelão