Cidades Manutenção

ETA ll paralisa trabalhos por estrutura ficar comprometida após desmoronamento

Por Luiz Cordeiro

03/04/2024 às 13:30:46 - Atualizado há

Após um desmoronamento de terra comprometer a estrutura da ETA II (Estação de Tratamento de Água) em Rio Branco, a operacionalidade do sistema foi suspensa na manhã dessa segunda-feira (1°). A região já enfrentou três situações de emergência devido ao movimento do solo, que comprometeu uma subestação e afetou uma nova estrutura.

A situação se agrava com a passarela que leva à torre, que já cedeu mais de um metro, e também com o desarenador, que apresenta uma deficiência significativa, resultando na perda de mais de 10% da água captada.

Com a estrutura pré-colapsada, há preocupações com o abastecimento de água para 62% da população de Rio Branco.

"Aqui está pré-colapsado. Então a gente tem que ter um certo cuidado, porque aqui ele bombeia água para 62% de Rio Branco. É muita água, mas a metade da cidade ficaria sem água se aqui houvesse colapso", disse o diretor-presidente do Saerb, Enoque Pereira.


O desmoronamento também afetou o Ponto de Adução, responsável por conectar a bomba do rio à lagoa, levando ao seu deslocamento de mais de dois metros. A Prefeitura de Rio Branco, por meio do Saerb, está buscando soluções emergenciais, como desviar o desarenador temporariamente para evitar um colapso no sistema de abastecimento de água na capital.

Enquanto isso, considera-se a mudança da captação para a ETA I, uma área mais segura e estável. O diretor presidente do SAERB Enoque pereira informou que o prefeito anunciou a busca por recursos em Brasília para resolver definitivamente a situação e garantir o fornecimento contínuo de água para a cidade, mas por enquanto o trabalho é paliativo.

"Estamos antecipando tudo isso para que não tenhamos que parar Rio Branco por alguns dias. É uma maneira paliativa, que não vai resolver de um modo definitivo, mas de maneira que a gente consiga levar água para as casas dos rio-branquenses", explicou Enoque.


A Defesa Civil do município esteve no local para avaliar a situação. O coordenador municipal, tenente-coronel Cláudio Falcão, alertou que a situação atual é grave e acredita que, se não forem tomadas medidas urgentes, o sistema poderá enfrentar uma paralisação prolongada.

"Aqui a situação é grave. Aqui há uma movimentação de massa em blocos, que movimenta toda a área. Com isso, tem prejuízo em relação ao Ponto de Adução e também com a captação de água, onde foi preciso suspender, inclusive. Houve um comprometimento de estrutura. Também da mesma maneira, nós estamos observando o outro ponto dos motores. E caso se agrave, vai ter um problema muito sério".

Fonte: Assecom da Prefeitura
Comunicar erro

Comentários Comunicar erro

O Janelão

© 2024 O Janelão - Todos os direitos reservados.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

O Janelão