Cidades Reconhecimento

Tião Bocalom é elogiado pelo MP pelo trabalho humanitário na enchente de Rio Branco

Por Redação

01/03/2024 às 23:07:33 - Atualizado há

A procuradora de Justiça do Ministério Público Estadual (MPAC), Rita de Cássia, visitou na manhã desta sexta-feira (1º) o Parque de Exposições de Rio Branco, onde estão alojadas 582 famílias, totalizando mais de 2.350 pessoas afetadas pela enchente do Rio Acre e Igarapés.

Após conversar com as famílias e avaliar a qualidade da alimentação e dos abrigos, a procuradora não poupou elogios à gestão do prefeito Tião Bocalom.

"O MPAC tem que parabenizar a gestão pela organização. Não tivemos até agora problemas na alimentação, na qualidade da alimentação e o Ministério Público está aqui para somar forças, nós somos parceiros da Prefeitura", destacou.

O promotor de Justiça Ocimar Júnior também elogiou o trabalho da Prefeitura.

"O MPAC hoje está vendo esse trabalho in loco. São vários homens, várias equipes aqui trabalhando intensamente e justamente para dar esse acolhimento as famílias necessitadas que estão saindo das suas casas", disse.

Ocimar destacou que a Prefeitura não tem medido esforços para levar dignidade às famílias neste momento difícil.

"Não chega ao Ministério Público nenhum tipo de reclamação de espera. Então podem ficar tranquilos, as pessoas que ainda estão nas suas casas esperando ou estão sendo apoiadas pela Defesa Civil para vir para o parque, podem ficar tranquilas porque aqui tem espaço e tem equipe para atender vocês", concluiu.

A Prefeitura de Rio Branco também está atuando em outras frentes para auxiliar as famílias atingidas pela enchente, como:

* Distribuição de alimentos, água potável e kits de higiene pessoal;

* Ações de saúde e prevenção de doenças;

* Providências para o retorno das famílias às suas casas após a cheia;

* Reconstrução de casas danificadas.

Comunicar erro

Comentários Comunicar erro

O Janelão

© 2024 O Janelão - Todos os direitos reservados.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

O Janelão